Instituto Rotta
A Grife do seu Sorriso.®

Periodontia

03
Tratamentos

O que é Periodontia?

Basicamente, a periodontia é a especialidade da odontologia responsável pelo tratamento e prevenção de problemas e doenças nas gengivas, nos ossos da boca e correções estéticas gengivais. Afinal, a saúde bucal requer cuidados como um todo.

Gengiva

Os tecidos gengivais têm como função principal fixar os dentes aos ossos do maxilar e da mandíbula, garantindo o suporte que a arcada precisa para que possamos morder, mastigar, falar e sorrir. A gengiva é tão importante que alguns problemas nessa região podem acarretar na perda de estruturas ósseas e dentes, ​além de poder estar associado com doenças sistêmicas.

Gengivite

A gengivite é a inflamação da gengiva e uma das causas é devido ao acúmulo de placa bacteriana. A placa bacteriana é uma película ​de bactérias que se forma nos dentes quando há deficiência na higienização bucal.  Essas bactérias ​liberam agentes que irritam a região. Doenças sistêmicas descontroladas, alterações hormonais e reações à medicamentos, podem também ser um fator que causa a gengivite, associada ou não à placa bacteriana.

Principais Sintomas da Gengivite


  • Gengiva avermelhada, inchada e sensível;
  • Sangramento durante a escovação ou alimentação;
  • Hiperplasia Gengival (crescimento excessivo da gengiva);
  • Secreção com pus e dor.
  • Mau hálito e gosto ruim na boca.

Tratamento da Gengivite


Inicialmente é preciso fazer uma consulta ao especialista para avaliar qual a causa da gengivite. A limpeza profissional no consultório (profilaxia) para remover a placa bacteriana e o tártaro dos dentes é sempre indicada para eliminar as bactérias presentes. Após isso, o paciente recebe orientação sobre escovação correta e uso de fio dental diariamente. Quando preciso, também são administrados medicamentos ​locais específicos. O acompanhamento após o tratamento é muito importante para que se mantenha a saúde gengival.

Periodontite

A Periodontite é a inflamação e infecção dos tecidos mais profundos além da gengiva, chegando ao osso. Pode ser causada devido a evolução de uma gengivite não tratada, por fatores locais, sistêmicos ou hereditários. A periodontite pode levar a perda dos dentes, pois ela causa a redução das estruturas que suportam os dentes. As bactérias presentes, podem se soltar e cair na corrente sanguínea e se fixando nos tecidos do coração, causando uma infecção (endocardite bacteriana). A periodontite pode agravar a condição sistêmica de pessoas com algum tipo de doença já instalada, como o caso de pacientes diabéticos ou imunodeprimidos.

Clinicamente podem existir:


  • Sangramento gengival;
  • Secreção gengival com pus;
  • Mau hálito;
  • Gosto ruim na boca;
  • Dentes moles;
  • Retração gengival;
  • Dor.

Tratamento da Periodontite


Similar ao tratamento da gengivite, o tratamento da periodontite também envolve profilaxia, ​raspagem e alisamento radicular, orientação sobre a correta higiene bucal e uso de medicamentos ​(locais e sistêmicos) para sanar a infecção, quando necessário. Quando o caso é muito grave, se faz necessário um procedimento cirúrgico para limpar as bolsas que se desenvolveram na gengiva e remover dentes já comprometidos, evitando que a infecção se espalhe.

Gengivoplastia

Gengivoplastia ou Plástica Gengival é o procedimento cirúrgico mais indicado para corrigir e remodelar a gengiva através da remoção do tecido que está em excesso sobre os dentes (hiperplasia). Quando o tecido gengival cresce a ponto de cobrir boa parte dos dentes, este pode prejudicar o aspecto estético do sorriso, além de servir como fator de retenção de placa bacteriana e aumentar a inflamação gengival.

Enxertos Gengivais

Os enxertos gengivais são feitos por meio de um procedimento cirúrgico que tem como objetivo recuperar áreas gengivais que foram perdidas ou que necessitam que sejam reestruturadas para o sucesso de outros tratamentos odontológicos, como a ortodontia (aparelhos) e implantodontia (implantes dentários). Além de recuperar a função gengival, os enxertos muitas vezes são indicados para recuperar a estética gengival, afim de proporcionar um sorriso mais harmônico e natural, quando há a falta de gengiva.

Como é feito o Enxerto de Gengiva?


Após a avaliação dos exames clínicos, sistêmicos e de imagem, o paciente é orientado quanto ao procedimento cirúrgico (pré-operatório e pós-operatório) e medicações. No procedimento cirúrgico o Periodontista remove uma fina camada de gengiva do próprio paciente, em uma pequena porção no palato (céu da boca) e leva ao local em que existe a perda de gengiva.

Correção do Sorriso Gengival

O que é Sorriso Gengival?


O sorriso gengival é caracterizado pela exposição excessiva de gengiva ao sorrir, mostrando mais de um terço de gengiva.

Quais as causas do Sorriso Gengival?


  • Hiperplasia gengival;
  • Distúrbios hormonais;
  • Lábios pequenos;
  • Osso maxilar com altura em excesso;
  • Excesso na espessura do osso maxilar;
  • Hiperatividade dos músculos elevadores do lábio superior.

Quais os tratamentos para Sorriso Gengival?


O tratamento para o Sorriso Gengival é direcionado de acordo com a causa da condição e a queixa do paciente. Dentre os tratamentos se destacam:

  • Ortodontia: dependendo do caso, o uso de aparelhos ortodônticos pode ajudar a solucionar o quadro, nivelar os dentes, corrigir a posição da arcada e reduzir a exposição excessiva. A prévia avaliação pelo Ortodontista é essencial para o correto diagnóstico.
  • Cirurgia Bucomaxilofacial: em casos onde o tratamento ortodôntico e periodontal não consegue chegar ao resultado esperado, o Cirurgião Bucomaxilofacial é capaz de reestabelecer as medidas ideais da maxila e proporcionar um sorriso mais harmônico e funcional.
  • Periodontia: existem diversas técnicas cirúrgicas periodontais em que o Periodontista, após avaliar cada caso, elegerá uma das técnicas cirúrgicas periodontais estéticas adequadas para o caso.

AUTOEXAME BUCAL:


Existem alterações de doenças gengivais causadas por outros fatores locais como fungos (candidose bucal) e próteses mal adaptadas. Além de alterações da mucosa gengival por doenças sistêmicas [Lúpus Eritematoso Sistêmico, Papiloma Vírus Humano (HPV) e o Vírus da imunodeficiência Humana (HIV)]. O aparecimento de manchas e lesões nos tecidos bucais não deve ser negligenciado, procure um Cirurgião Dentista caso observe alguma alteração. O autoexame bucal ajuda a prevenir, diagnosticar e tratar doenças precocemente.

Tem interesse no tratamento?

agende

uma

avaliação